fbpx

Atletas de tênis: conheça as principais lesões do esporte

Atletas de tênis: conheça as principais lesões do esporte

Atletas de tênis, amadores ou não, precisam cuidar bem da saúde dos músculos e dos ossos. O esporte é conhecido por causar lesões bem específicas, que acabam tirando o prazer do jogo e até geram impacto no dia a dia da pessoa.

Neste artigo, vamos falar de 5 regiões que, lesionadas, podem se tornar um incômodo para os tenistas: quadril, joelho, tornozelo, cotovelo e ombro. 

Lesões aposentam atletas de tênis

Quem acompanha o mundo do tênis lamenta quando um atleta afirma que vai se aposentar por não conseguir mais suportar dores. Um dos relatos mais comoventes foi do britânico Andy Murray sobre deixar o esporte devido a lesões no quadril.

Problema semelhante também foi a causa do afastamento de Gustavo Kuerten das quadras. Em maio de 2008, o brasileiro realizou sua última partida, e confessa que, até hoje, sente dores no quadril. 

Bom, agora, é hora de saber mais. Continue a leitura!

1. Lesão no quadril

As lesões são causadas devido ao movimento de rotação do quadril na hora de executar determinados golpes. O tenista gira constantemente o tronco sobre a perna de comando (direita, para destros, ou esquerda, para canhotos).

Instaurado o problema, o atleta tem dificuldade para realizar a rotação, sente dores na virilha e na “raiz” da coxa.

Para tratar, é preciso passar por fisioterapia e fortalecimento muscular. Em alguns casos, pode ser indicada a cirurgia.

2. Lesão no joelho

No tênis e na maioria dos outros esportes, o joelho é uma das partes mais exigidas. Ele possui uma articulação complexa, que precisa acompanhar o ritmo do jogo e as mudanças rápidas de direção. Por isso, sofre devido ao impacto e à sobrecarga. 

Para tratar o joelho, é indicado fortalecimento muscular, principalmente da região da coxa. Assim como no caso do quadril, o problema pode exigir cirurgia.

3. Lesão no tornozelo

Certamente você já viu algum tenista tendo que deixar a quadra por conta de um entorse do tornozelo. É um das lesões mais recorrentes, principalmente em quadras rápidas, ao contrário do saibro. A velocidade do jogo, faz com que o atleta se movimente o tempo todo, o que exige muito da região.

A torção pode ser leve, séria ou grave, incluindo rompimento de ligamento. E isso determina o tipo de tratamento, mas, geralmente, fisioterapia e fortalecimento dos tendões estão entre as recomendações.

4. Lesão no cotovelo

Essa já até ganhou nome: “cotovelo de tenista” (“Tennis Elbow”). Atletas de tênis sofrem com essa lesão gerada pelo esforço repetitivo das articulações, além da exigência da musculatura e dos tendões.

Para tratar, pode haver recomendação de repouso, compressas de gelo, analgésicos e anti-inflamatórios, bem como fisioterapia. A cirurgia é uma opção em determinados casos.

5. Lesão no ombro

Assim como o cotovelo, o ombro do tenista sofre com esforço repetitivo, além do impacto e da vibração. A região é muito articulada e pode ser acometida de diversas formas, devido a problemas de movimento na escápula, clavícula, bem como no manguito rotador, um conjunto de tendões que atuam na estabilização do ombro.

É por isso que a articulação precisa estar forte e bem estabilizada, para permitir a rotação exigida constantemente no esporte. Ou seja, fisioterapia e reabilitação estão entre as formas de tratamento, além de medicamentos e, em alguns casos, intervenção cirúrgica.

A prática é repleta de benefícios

Para jogar tênis de maneira prazerosa e prevenir lesões, existem algumas orientações básicas:

  • escolha material adequado para a sua categoria (raquete, cordas, tensão etc.);
  • faça acompanhamento especializado para fortalecer músculos;
  • use calçado apropriado;
  • procure um ortopedista logo que sentir algum desconforto.

Apesar de termos listado algumas lesões associadas ao esporte, é preciso destacar que a modalidade favorece o condicionamento físico dos atletas de tênis, bem como a musculatura, a concentração, os reflexos, além da queima de gordura. 

 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como ortopedista em Belo Horizonte!

 

Autor:

Dr. Marco Túlio
Dr. Marco Túlio
O que é sinovite e como tratar?sinovite

CONTATO DR. MARCO TÚLIO




Atendimento:

Ortolife
Avenida do Contorno Nº 4747 Sala 901
Bairro: Funcionários
Telefone: (31) 3223-5080

D.A.L
Av. Pres. Antônio Carlos, 1694
Bairro:  Cachoeirinha
Telefone: (31) 3421-4666

Médico:

Dr. Marco Túlio Lopes
Ortopedista – CPM 23655

Desenvolvimento:

Formulário de Contato




WhatsApp chat